Breve resumo do posicionamento oficial da Igreja Adventista sobre Apocalipse 17

Apocalipse 17

Uma amiga internauta perguntou-me qual é o posicionamento oficial da Igreja sobre Apocalipse 17.

Além de respondê-la diretamente no blog, decidi adaptar e disponibilizar a resposta a todos os internautas, considerando que muitos manifestaram a mesma dúvida.

Resumidamente, a igreja tem dois principais posicionamentos sobre os “Sete Reis” de Apocalipse 17. A terceira posição, de Ekkehardt Mueller, é mais recente e já disponibilizei o link para a leitura da mesma no primeiro post dessa série.

Vamos lá.

Primeira posição: Os sete reis de Apocalipse 17 representam “sete formas de governo” de Roma, desde sua fundação: realeza, consulado, decenvirato, ditadura, triunvirato, império e papado.

Segunda posição: Os sete reis de Apocalipse 17 representam “sete reinos ou impérios” que oprimiriam o povo de Deus ao longo da história: Egito, Assíria, Babilônia, Medo-Pérsia, Grécia, Roma Imperial e Roma Papal.

Perceba que as duas posições diferem entre si, porém, não na essência, pois, o papado está presente em ambas as interpretações, de acordo com o estudo historicista de Daniel 7, 8 e Apocalipse 13.

Convém destacar que os irmãos católicos nada têm a ver com a presença do papado nessa profecia, e que Ellen White afirma claramente que em todas as igrejas, não excetuando a Católica Apostólica Romana, há filhos sinceros de Deus que vivem segundo a luz que receberam, e que estarão no céu por Sua graça (ver O Grande Conflito, p. 449. Confira meu artigo intitulado “Os adventistas ensinam que os observadores do domingo têm o sinal da besta?”, clicando aqui).

Minha esposa me enviou uma resposta de José Carlos Ramos, que foi professor de Teologia e diretor de pós-graduação do Seminário Adventista Latino-Americano de Teologia (SALT), onde ele apresenta esses dois posicionamentos principais supracitados.

Essa resposta se encontra na “Revista Adventista” de junho de 2005, p. 10, na seção “Consultoria Doutrinária” e pode ser lida ao clicar aqui – desde que folheie a Revista Adventista online até a página 10.

Se a mesma tivesse sido levada à sério como deveria, eu não precisaria ter postado algo sobre um assunto que já foi tão bem explicado pelo professor Ramos. Porém, infelizmente…

A igreja adota o método historicista de interpretação por ser esse o modelo apoiado pela Bíblia (veja Daniel 2). Por fugirem desse modelo e adotarem certas opiniões “mais dispensacionalistas que adventistas”, alguns descambaram para a teoria dos “sete papas”. Um desastre, por se abandonar o sistema interpretativo historicista que marcou o surgimento do adventismo.

Há outros estudos sobre Apocalipse 17 que poderei disponibilizar no futuro. Todavia, no momento encerro minha abordagem a esse tema, na esperança de que o artigo de José Carlos Ramos seja levado a sério e incentive a cada filho de Deus a estudar as profecias com dedicação, seriedade e com o auxílio do Espírito Santo (Jo 16:13).

Deus abençoe a cada um de vocês!

ARTIGO DE LEANDRO QUADROS

www.leandroquadros.com.br

Extraído do Blog Adventismo em Foco

About these ads

Sobre Jovens Adventistas do Sétimo Dia

“SOLO CHRISTO”, “SOLA GRATIA”, “SOLA FIDE”, “SOLA SCRIPTURA” (salvação somente em Cristo, somente devido à graça de Deus, somente pela instrumentalidade da fé, somente com base na Escritura)
Galeria | Esse post foi publicado em Anticristo, Catolicismo, Decreto Domical e Temas Relacionados, Revelações do Apocalipse, Tempo do Fim e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe seu comentário. Tudo o que pedimos é que se mantenha uma cultura de respeito. Isto significa não fazer ataques pessoais, não usar palavrões, e por favor manter o foco sobre o tema postado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s